31-01-bebida-site

Os perigos de uso de bebidas estimulantes

Uma mistura perigosa que virou moda entre os jovens está preocupando a comunidade médica. O uso de álcool com bebidas energéticas é uma combinação que afeta organismo e faz com que o coração fique acelerado, podendo causar convulsões, arritmia e até mesmo morte súbita.

A quantidade que jovens que procura os hospitais com sintomas de dores no peito, tremedeira e arritmia aumenta durante os fins de semana das férias de verão e o carnaval. Isso ocorre, porque na composição dos energéticos há estimulantes como cafeína e taurina. Uma única lata da bebida equivale a três xícaras de café. Estes compostos inibem a sensação depressiva do álcool, fazendo com que o indivíduo perca a noção de estar bêbado e continue ingerindo o líquido até ficar intoxicado.

Dados do Levantamento Nacional sobre Uso de Álcool, Tabaco e Outras Drogas, realizado pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas em 2010, com universitários das 27 capitais brasileiras, mostraram que 74% dos entrevistados relataram já ter consumido bebidas energéticas juntamente com álcool pelo menos uma vez na vida.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) é taxativa sobre o assunto: “Não existe um nível seguro para beber álcool. Claro que há menor risco de beber, mas não há limites determinados, porque a evidência mostra que a situação ideal para a saúde é não consumir nenhuma quantidade”, afirma a entidade. Além disso, o álcool possui uma estreita relação dose-resposta, ou seja, quanto mais você bebe, maior o risco de doença. Quanto menos excessos, melhor.

Pré-agende seu exame

Na São Lucas você encontra exames e diagnósticos de alta precisão. Pré-agende seu exame conosco. Ligue (47) 3249-2922.